sábado, 18 de julho de 2015

Versos Loucos- Compondo sem a vogal "A"



















Desfilo pelo corredor onde me encontro,
desenrolo o novelo de sentires,
e deixo escorrer entre os dedos nervosos,
versos tortos provindos d’um momento
louco, ou d’um vento misterioso.

Os meus risonhos olhos
sentem o peso do tempo
sem verbo, querem dormir
sentem medo de ver
o novo filho que surge,
tímido, com jeito novo.

E os tímidos e teimosos versos,
nem belos nem feios, prosseguem
com sede de no futuro ser reconhecido
como estilo poético, e eu vibro e gritos
vou conseguir...

Quem se dispõe corre o risco
o sucesso nem sempre vem,
encolher o desejo é regridir
no tempo, e o meu tempo,
corre junto com o tempo.
Tem  retrocesso e progresso.

8 comentários:

  1. UM LINDO POEMA, BELA PARTICIPAÇÃO!

    ResponderExcluir
  2. Oi Diná só você grande poetisa para escrever esses versos.
    Lindos.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Estimada, Diná Fernandes O. Souza.

    Um poema Fenomenal. Enorme. Grande. Grandioso.
    Estou deslumbrado.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom Diná, estes desafios me agradam.
    Bela construção/inspiração.
    Gostei de ler.
    Abraços.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  5. Oh! Carmem, grata pelas carinhosas palavras, 10% disso tudo está de bom tamanho, generosa amiga.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Amigo José Maria, suas palavras me emocionaram, grata pela leitura e gentil visita.
    Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  7. Toninho, saber-me lida por vc é um presente, é um presente dos Deuses.
    Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  8. "...encolher o desejo é regridir
    no tempo, e o meu tempo,
    corre junto com o tempo..."

    Lindo poema, Diná!
    Agradeço a sua visita ao meu espaço, viu?
    Gostei tanto daqui, que já lancei a minha âncora!
    Parabéns pels sensibilidade! Amei!

    Linda semana!

    Bjksss

    ResponderExcluir

Decanatos Póeticos

Estilo Experimental criado pela poetisa Norma Aparecida Silveira A Paz no Carnaval Da grande amiga um convite recebo, Pa...