sábado, 25 de julho de 2015

Renovo - Compondo sem a vogal "A"







Com você eu fui feliz
Vivi momentos intensos,
Sem tempo de ser infeliz.
O destino deu por suspenso

E fiquei como quem morre,
Vivendo sem rumo, sem sentido.
Meu mundo ruiu, tomei um porre
De um tempo ido e perdido.

Meu ser petrificou, perdi o senso
Mergulhei num mundo escuro,
O mundo dum sofrimento denso
Que me fez refém inseguro.

O tédio consumiu meu domínio
O impossível se fez presente.
Implorei um lume em meu benefício,
Um socorro pro corpo dormente.

Num certo momento desprende-se
Um véu, e vislumbrei um tempo novo.
Estremeci, o escuro refugiou-se
Tudo mudou, veio o renovo.


dinapoetisadapaz

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Carmem. querida acidentalmente removi seu comentário, me perdoe flor.
    Se puder repetir , agradeço. Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Diná,não lembro o que postei,mas digo para você que a sua sensibilidade é grande,principalmente escrevendo lindas poesias sem a vogal"A'.
    Parabéns amiga e um ótimo domingo.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada amiga. E o que dizer de vc que escreve divinos versos?
    Tenha uma ótima e abençoada semana.

    Bjs!

    ResponderExcluir

Decanatos Póeticos

Estilo Experimental criado pela poetisa Norma Aparecida Silveira A Paz no Carnaval Da grande amiga um convite recebo, Pa...