segunda-feira, 22 de junho de 2015

Participação da poetisa lua singular (sem a vogal "A")



Beijo no Escuro

Sob o céu escuro
Vejo teus olhos pretos
É noite meu querido
Quero os teus beijos.
                                                                    Lua Singular


***



   O Lírio Vermelho



O lírio vermelho sem rubor

Fez fecundo o seu belo viver

No sol vive forte e bem viril

Com desejos de ler versos



O seu lindo futuro cônjuge

Ele tem voz com belo estilo

Um lírio azul ele fecundou

O escolhido foi ele, seu amor



 Sem limites muitos férteis

Unindo os seus dois polens

Com estilos, pequenos lírios

Irrompem no verde do solo



Ó jovens do mundo inteiro

Cuidem muito bem dos lírios

Lírio que oferece com beijo

Melódico com ruído do vento



Lua Singular

***



13 comentários:

  1. Adorei! Ficou lindo!
    É muito difícil escrever sem a vogal a principalmente um texto ou poesia, quem sou eu para fazer isso hehe, adorei a participação da lua singular!
    Beijos!
    islary34.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa participação!! Gostei muito da participação da lua singular!! Tudo de bom para ti amiga Diná,até breve!!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Isa! Adorei sua visita, seja bem vinda, obrigada por seguir meu blog. Bjs!
    A lua singular escreveu a mesma coisa, e no entanto já conseguiu!

    DEsejo que de bençãos , seja seu dia!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns para Dorli,que além de contista é uma ótima poetisa.
    Bjs Diná.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Oi Diná, se soubesse que iria postar, teria escrito um soneto. Foi apenas uma quadrinha como comentário.
    Só você. Me aguarde mocinha, vou lhe fazer uma bela surpresa.
    Beijos no coração

    ResponderExcluir
  6. Oh lua, vc acha que iria perder sua quadrinha? de forma nenhuma. Aguardo a surpresa.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Carissima amiga, ficou lindo e maravilhoso, apenas peço que substitua a palavra "nascerAm", e retorne para eu publicar.

    Agradeço a participação~

    Bjin.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. O lírio vermelho

    O lírio vermelho sem rubor
    Fez fecundo o seu belo viver
    No sol vive forte e bem viril
    Com desejos de ler versos

    O seu lindo futuro cônjuge
    Ele tem voz com belo estilo
    Um lírio azul ele fecundou
    O escolhido foi ele, seu amor

    Sem limites muitos férteis
    Unindo os seus dois polens
    Com estilos, pequenos lírios
    Irrompem no verde do solo

    Ó jovens do mundo inteiro
    Cuidem muito bem dos lírios
    Lírio que oferece com beijo
    Melódico com ruído do vento

    Lua Singular

    Obs: Duplicou a poesia 5 vezes, se borrar outra vez, mando-lhe em anexo por e-mail. Eu tenho e-mail no blog

    ResponderExcluir
  10. Oh lua, ficou da hora seu poema! Parabéns menina habilidosa.Linda participação!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Olá, queridas!
    Passar em suas páginas, Diná e ler os poemas da Dorli é bálsamo pro in´cio do dia, como agora...
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  12. Pois é Rosélia, ela escreve muito menina! Gostei da veia poética da moça! Grande participação!

    Um domingo de paz pra ti !

    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oi Diná,
    Obrigada pelo moça.kkk
    Já estou caminhando pro outro lado.
    Beijos
    Dorli

    ResponderExcluir

Decanatos Póeticos

Estilo Experimental criado pela poetisa Norma Aparecida Silveira A Paz no Carnaval Da grande amiga um convite recebo, Pa...